8º CONGRESSO: DEBATENDO O BRASIL!

A cidade de Praia Grande, na Baixada Santista-SP, será o palco da realização do 8º Congresso Nacional da Força Sindical, que acontecerá entre os dias 12 e 14 próximos e reunirá três mil dirigentes forcistas provenientes de todos os Estados brasileiros, além de delegações de vários países. Será, sem dúvida, um evento de suma importância devido, principalmente, ao momento econômica, política e socialmente crítico pelo qual o País atravessa.

Convivemos com uma taxa de desemprego assustadora, com juros ainda na casa dos dois dígitos, com a falta de investimentos no setor produtivo, com as frequentes ameaças ao conjunto dos trabalhadores da perda de direitos e com a incerteza constante sobre os rumos que o País irá tomar.

Durante os três dias do Congresso, temas de suma importância para toda a sociedade serão amplamente discutidos, e deles sairá a pauta de ação da nossa Central para os próximos quatro anos. Entre outros, debateremos a fundo a criação de políticas de incentivo ao crescimento econômico e ao desenvolvimento do País, com justiça social, geração e manutenção de empregos, distribuição de renda, igualdade de oportunidades, participação social e democracia.

Além, claro, da intensificação da luta por mudanças nas propostas das reformas trabalhista e previdenciária do governo, que penalizam os trabalhadores com a supressão de direitos, e da busca pela autorregulamentação sindical e pela normatização definitiva do sistema de financiamento das entidades sindicais.

Este Congresso acontece, enfim, em um momento muito delicado para a classe trabalhadora, e será nele que vamos desenhar alternativas para que o País reencontre o seu caminho desenvolvimentista, de crescimento sustentado e igualdade social.

Um intervalo para analisarmos fria e conscientemente o que podemos fazer pelo Brasil e botar a “mão na massa” em busca daquilo que almejamos: um País digno, democrático e justo socialmente, onde todos tenham acesso à saúde, à educação, ao emprego, e onde os direitos dos trabalhadores sejam mantidos e respeitados.


João Carlos Gonçalves – Juruna
Secretário-geral da Força Sindical e vice-presidente dos Metalúrgicos de São Paulo

Imprimir PDF

Voltar ao topo

Copyright © 2012 - todos os direitos reservados

Template by Orlando Morais