Secretário Estadual do Trabalho propõe fórum de desenvolvimento na Baixada Santista

Fonte: Assessoria de Imprensa do Sindicato

A comunidade da baixada santista e litoral, incluídos aí empresas, trabalhadores, prefeituras, câmaras municipais, universidades e outros segmentos, precisam se organizar num fórum de desenvolvimento.

Essa organização teria como principal tarefa elaborar propostas aos governos federal, estadual e municipais, visando solucionar problemas como o desemprego.

A ideia foi apresentada e defendida pelo secretário estadual de emprego e relações do trabalho, José Luiz Ribeiro, que esteve em Santos, na terça-feira (17), com sindicalistas da região.

“Quando apenas um setor fala, como o movimento sindical, é uma coisa”, explicou o secretário. “Mas quando um fórum pensa e discute, é outra coisa, bem mais ampla”.

Ribeiro defendeu que o governo estadual tenha um representante nesse fórum e que ele seja organizado o mais rápido possível, alegando que problemas como o desemprego precisam de soluções rápidas.

O secretário propôs que o fórum interaja com a agência paulista de promoção de investimentos e competitividade (Investe), do governo estadual, que pode lhe oferecer subsídios.

sindicalistas da Baixada Santista com secretário estadual do trabalho

Bom prato

Dos sindicalistas, Ribeiro ouviu reivindicações como o aumento, na região, do número de restaurantes ‘bom prato’, que oferece refeições balanceadas a R$ 1 e café da manhã por R$ 0,50.

Dirigentes de vários sindicatos, como dos trabalhadores na construção civil, em cozinhas industriais, rodoviários, químicos, estivadores, operários portuários e comerciários falaram ao secretário.

Frente de trabalho

E propuseram a implantação do programa emergencial de auxílio-desemprego, também é conhecido como frente de trabalho, em cidades da baixada e litoral.

O programa, ligado à secretaria de relações do trabalho, proporciona qualificação profissional e renda para desempregados e pessoas em situação de alta vulnerabilidade social.

Isso é feito por meio de atividades como limpeza, conservação e manutenção de órgãos públicos estaduais e municipais. O programa não existe na região.

Por fim, os sindicalistas propuseram uma agenda extensa com o governo estadual, inclusive com o governador Geraldo Alckmin (PSDB), para tratar desses assuntos.

Equipamentos

A visita do secretário começou às 10 horas, no sindicato dos trabalhadores em transportes rodoviários, onde ele entregou computadores, equipamentos de informática e ventiladores.

O material será instalado nos postos de atendimentos ao trabalhador de Guarujá, São Vicente e Praia Grande. Em Santos, a secretaria (Sert) fica na Avenida Nossa Senhora de Fátima, 460, Chico de Paula.

Ctep

Das 15 horas às 17h30, no sindicato dos trabalhadores na construção civil, montagem e manutenção industrial (Sintracomos), o secretário ouviu os sindicalistas e deu entrevistas.

No Sintracomos, ele conheceu o centro técnico de especialização profissional (Ctep), mantido pelo sindicato, com aulas teóricas e práticas de qualificação e requalificação.

Ribeiro ficou impressionado com a qualidade de cursos como o de captação de energia solar, montagem de sistemas de ar-condicionado, hidráulica e elétrica, entre outros.

E sugeriu que o sindicato procure encaminhar os alunos ao banco do povo paulista, do governo estadual, que oferece empréstimos de R$ 200 a R$ 20 mil para empreendedores, com juros mensais de 0,35%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *