A luta é o caminho para garantir os direitos

Fonte: Assessoria de Imprensa do Sindicato dos Metalúrgicos

É com a luta e a mobilização que garantimos condições dignas de trabalho e renda e avançamos na garantia de direitos trabalhistas básicos e essenciais.

Este é o único caminho da classe trabalhadora para barrar a aplicação da nova legislação trabalhista, que tira direitos e benefícios e acaba com a representação sindical, e a aprovação da reforma da Previdência no Congresso Nacional, que vai impedir que o trabalhador se aposente.

“Tem sido assim desde sempre. A greve geral de junho de 1917 – há cem anos – é um dos maiores exemplos de luta. De lá para cá fomos avançando e consolidando uma legislação que foi promovendo a dignidade dos trabalhadores, estabelecendo limites para a jornada de trabalho, idade mínima para o trabalho, registro em carteira, direito ao descanso remunerado, protegendo a mulher, entre outras conquistas histórias importantes.

As reformas do governo vêm para destruir tudo isso. Vamos resistir, estamos resistindo, e com unidade fazer valer nossos direitos”, afirma Miguel Torres, presidente do Sindicato e da CNTM e vice-presidente da Força Sindical.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *