Greve dos caminhoneiros: Bolsonaro aposta no caos para se manter no poder

FONTE: Assessoria de Imprensa da Fetercesp

Você deve ter acordado hoje com a notícia de que uma nova greve de caminhoneiros está acontecendo no país.

Os protestos, que começaram ontem e seguem hoje, são registrados em pelo menos 16 estados, com o bloqueio das principais estradas e rodovias do Brasil.

As manifestações ocorreram um dia após o discurso do presidente Jair Bolsonaro nos protestos de 07 de setembro, no qual criticou o Supremo Tribunal Federal e voltou a defender o voto impresso. Boa parte das paralisações é organizada por grupos que apoiam o governo. Bolsonaro nega que esse seja o motivo das paralisações, mas trata-se de mais um ato encampado pelo próprio governo para promover o caos e colocar em risco a democracia no Brasil.

E o buraco é mais embaixo. Esse tipo de protesto, como aconteceu em 2018 (porém na ocasião motivado por demandas da categoria), pode causar sérios transtornos para todos nós, com graves consequências para o abastecimento de produtos, incluindo alimentos, medicamentos e combustíveis.

Neste momento o Brasil ainda luta contra a pandemia de Covid-19. O preço do gás, da gasolina, da carne, de gêneros alimentícios básicos, da conta de água e de luz não para de subir, por isso o jeito é mudar o foco, usando a população como massa de manobra.

Nesse cenário de caos, parece tudo muito bem orquestrado. Diante de tanta impopularidade e da possibilidade de não ser reeleito no ano que vem, Bolsonaro aposta no caos e na desordem para tentar se manter no poder.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *