Inadimplência aumenta 1,7% em maio ante abril em São Paulo e 1,9% no Rio

Fonte: O Estado de S. Paulo

Famílias paulistanas e cariocas tiveram dificuldades para pagar as contas, segundo dados da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito)

As famílias paulistanas e cariocas enfrentaram mais dificuldades para pagar as contas em maio, segundo dados da empresa de informações de crédito Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito) obtidos com exclusividade pelo Estadão/Broadcast. A inadimplência aumentou 1,7% em maio ante abril entre os consumidores na capital paulista. Na capital fluminense, o total de inadimplentes avançou 1,9% no período.

A situação ainda difícil do mercado de trabalho e a recuperação lenta da economia estão por trás do desempenho negativo, apontou Rafael Soares, economista da Boa Vista SCPC.

“A recuperação econômica ainda é muito frágil, o desemprego ainda é muito elevado. A situação é ruim, mas é melhor do que no mesmo período do ano passado”, observou Soares.

Em maio de 2018, a inadimplência no município de São Paulo caiu 2,5%. No município do Rio de Janeiro, a queda foi de 2,6%. O receio das famílias em ir às compras e contrair dívidas ajudou no desempenho positivo do indicador de inadimplência em relação ao ano passado.

“A conjuntura econômica é semelhante nos dois lugares”, ressaltou o economista. “os consumidores estão mais cautelosos em consumir e assumir novas dívidas. O efeito dessa cautela é muito importante (sobre o indicador de inadimplência), isso vem ocorrendo desde o ano passado, não é de hoje”, completou.

A Boa Vista SCPC divulgou também os dados sobre recuperação de crédito, que mostram o movimento de pagamento de dívidas em atraso dos consumidores. O indicador avançou 0,6% na capital paulista na passagem de abril para maio. Na capital fluminense, a recuperação de crédito aumentou 1,3%.

Na comparação com maio de 2017, a recuperação de crédito cresceu 2,0% no Rio de Janeiro em maio deste ano, mas recuou 0,5% em São Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *