Químicos discutem reivindicações da categoria em Seminário de Negociação Coletiva

Fonte: Assessoria de Imprensa da Fequimfar

Na próxima semana começa a Campanha Salarial e Social dos mais de 130 mil trabalhadores químicos/plástico do estado de São Paulo

Entre os dias 20 e 21 de agosto, dirigentes da FEQUIMFAR (Federação dos Trabalhadores nas Indústrias Químicas e Farmacêuticas do Estado de São Paulo) e Sindicatos filiados estarão reunidos em Seminário de Negociação Coletiva do setor industrial químico e plástico, na Colônia de Férias dos Químicos, em Praia Grande SP.

Com o objetivo de deliberar uma Pré-Pauta de Reivindicações e estratégias para a negociação coletiva deste ano, líderes sindicais estarão reunidos discutindo a conjuntura econômica do setor, bem como estratégias de negociação.

“Nesta Campanha, nossa luta é pelo reajuste e aumento real dos salários, valorização do Piso e PLR, além do custeio sindical para fortalecimento da negociação coletiva, mantendo a unidade de ação contra os impactos da reforma trabalhista nos direitos dos trabalhadores e fortalecendo as estruturas sindicais com o objetivo de equilibrar o processo de negociação coletiva”, adianta Sergio Luiz Leite, Serginho Presidente da FEQUIMFAR e 1º secretário da Força Sindical.

Bandeiras de Luta

Manutenção e ampliação dos direitos sociais e trabalhistas
Defesa do Emprego
Reajuste Salarial
Aumento Real e PLR
Trabalho Decente
Saúde e Segurança
Qualificação Profissional
Igualdade de Oportunidades
Proteção a maternidade
Fim do assédio moral e sexual
Fortalecimento da Estrutura Sindical

“Vale ressaltar que um grupo de trabalho permanente, formado por dirigentes da FEQUIMFAR/Força Sindical, FETQUIM/CUT, Sindicatos filiados e representantes do Grupo CEAG 10 da FIESP, têm se reunido periodicamente para avaliar e deliberar sobre os impactos da reforma trabalhista na Convenção Coletiva de Trabalho do setor químico/plástico. O diálogo está estabelecido e estamos criando propostas que possam se ajustar à nova realidade que temos nas relações trabalhistas”, diz Edson Dias Bicalho, secretário geral da FEQUIMFAR e presidente do Sindicato dos Químicos de Bauru e Região.

“Neste ano, vamos manter a mobilização, resistindo às investidas patronais para manter nossas conquistas em Convenção Coletiva. A categoria Estaremos juntos em defesa de direitos e conquistas”, afirma Jurandir Pedro de Souza, diretor financeiro da FEQUIMFAR e presidente do Sindicato dos Químicos de Itapetininga.

A data base da categoria é 1º de Novembro e os Químicos da Força contam com o apoio da central Força Sindical, CNTQ e da INDUSTRIALL nesta Campanha Salarial e Social.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *