Santos tem 3 mil novos estivadores

Fonte: Assessoria de imprensa do Sindicato dos Estivadores de Santos, São Vicente, Guarujá e Cubatão

O auditório, o pátio, os corredores e a rua diante do sindicato dos estivadores de Santos ficaram lotados, na manhã da última sexta-feira (11), por mais de 2 mil homens cadastrados desde setembro de 2017.

Foi a solenidade de início dos cursos profissionais e de segurança do trabalho que começarão, praticamente, semana que vem, no colégio dos estivadores, no bairro Estuário.

O presidente do sindicato, Rodnei Oliveira da Silva ‘Nei’, falou aos novos sindicalizados por mais de uma hora. Ele abordou temas técnicos do trabalho e a participação nas lutas sindicais.

Dos 3 mil novos cadastrados, 408 já trabalham, por meio de acordo direto com o sindicato, no terminal integrador portuário Luiz Antônio Mesquita (Tiplam), da VLI Valor Logística Integrada Vale.

A empresa, antiga Ultrafértil, fica na margem esquerda do porto, em Cubatão.

Os trabalhadores já ganham, contribuem com o Inss, fgts, têm férias e 13º salário.

O último ingresso de cadastrados foi em 1991, quando o então presidente do sindicato, Vanderlei José da Silva, pai de Nei, abriu vagas para 7 mil, que hoje são vinculados ao órgão gestor de mão de obra (ogmo).

Na luta

Segundo Nei, a campanha salarial da categoria, com data-base em março, reivindica ao Sopesp (sindicato patronal dos operadores portuários) que cadastre os 3 mil no ogmo.

Esses novos estivadores, explica o sindicalista, “já fazem parte do quadro e participam da campanha salarial. Eles serão convocados para as assembleias e demais atividades da luta, como passeatas e acampamentos”.

“Nossa iniciativa pode não diminuir o desemprego no país”, disse Nei ao auditório repleto. “Mas apresenta uma possibilidade e uma expectativa de vida a milhares de pessoas dessas famílias”.

“Isso, numa categoria e num sindicato perseguidos e acusados de manter uma reserva de trabalho sem oportunidades para a população, cala a boca de muita gente”, finaliza Nei.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *