Servidores e médicos protestam no HMU/Guarulhos e população apoia

Fonte: Agência Sindical

Servidores municipais da Saúde, médicos e usuários da rede pública realizaram nesta terça (17) protesto contra as péssimas condições de trabalho, o avanço da terceirização e o descaso da Prefeitura com o atendimento à população.

O ato ocorreu em frente ao Hospital Municipal de Urgências (HMU), no Bom Clima.

A manifestação, convocada pelo Sindicato dos Trabalhadores na Administração Pública Municipal de Guarulhos (Stap) e Sindicato dos Médicos de São Paulo (Simesp), recebeu apoio de outras categorias. O ato teve ainda a presença do Conselho Municipal de Saúde (CMS), Pastoral da Saúde, Fórum de Saúde de Guarulhos e Fórum Permanente Leito é Direito, além de vereadores.

Princípio – O presidente do Stap, Pedro Zanotti Filho, afirma: “Combater a terceirização é questão de honra do nosso Sindicato.

Geralmente, terceirização esconde negociatas. Para o trabalhador é só coisa ruim. Chega um gestor de fora e impõe regras prejudiciais ao funcionário e ao povo. É inaceitável”. Ele saudou o apoio da população ao protesto.

O secretário-geral Rogério de Oliveira, que é Servidor da Saúde e preside o CMS, denuncia que as unidades de atendimento vivem situação precária. “É grave a crise, que vai da falta de profissionais à ausência de medicação. A cidade vem penando muito na área de Saúde. Os prejudicados diretos são os Servidores e os usuários. O objetivo final é desmantelar o SUS”, alerta.

Passeata – Por volta das 10 horas, saiu passeata do HMU à Prefeitura, onde houve novo ato. Uma comissão tentou falar com o prefeito Guti (PSB), mas foi informada de que só assessores poderiam recebê-la. Em protesto, se retiraram.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *