Sindicatos da Baixada Santista preparam protesto de 10 de agosto

Fonte: Assessoria de imprensa do Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários de Santos e Região

Dezenas de sindicalistas de Santos participaram de palestra do presidente licenciado da central Força Sindical, Paulo Pereira da Silva, no sindicato dos trabalhadores em transportes rodoviários.

Paulinho da Força, também deputado federal (SDD), falou sobre política, conjuntura nacional, reforma trabalhista, sindicalismo e outros assuntos, entre eles o protesto de 10 de agosto.

Conhecido por ‘Dia do basta’, o ato público é organizado centrais Força Sindical, CUT, UGT, CTB, CSB, Intersindical, Nova Central, CSP Conlutas e CGTB.

A manifestação foi decidida na quarta-feira da semana passada (11), no Dieese (departamento intersindical de estatística e estudos socioeconômicos), em São Paulo. Paulinho veio a Santos na sexta-feira (13).

Também chamado ‘Dia nacional de mobilização e paralizações’, o movimento ocorrerá em locais de trabalho, praças, ruas, avenidas e estradas de diversos estados.

Em São Paulo, a principal manifestação será às 10 horas, diante da Fiesp (federação das indústrias do estado de São Paulo), na Avenida Paulista, 1.313, contra o desemprego e a reforma trabalhista.

Desemprego

Paulinho da Força lamentou o desemprego que atinge 13 milhões de pessoas, falou sobre o aumento da população de rua e mostrou dados sobre o fechamento de empresas de diversos ramos.

O parlamentar condenou a reforma trabalhista e disse que “só o protesto dos trabalhadores e seu movimento sindical poderá melhorar a deplorável situação”.

O presidente do sindicato, Valdir de Souza Pestana, lembrou que o número de subocupados no país, em 2016, era de 4,8 milhões. E destacou que hoje passa de 26 milhões de pessoas.

O secretário-geral do sindicato, ‘Ferrugem’ Eronaldo José de Oliveira, apontou a necessidade de empregos e conclamou a participação dos trabalhadores no dia nacional de luta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *