Trabalhadores da usina Della Coletta conquistam 4% de reajuste salarial

Fonte: Lettera Comunicação

Na região de Bauru, só faltava essa empresa para fechar o acordo na campanha salarial do setor do etanol

Os trabalhadores da usina Della Coletta Bionergia, de Bariri, vão ter 4% de reajuste em seus salários e manutenção de todas as demais cláusulas econômicas e sociais. O acordo foi fechado terça-feira (12/09/17) entre o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Químicas, Farmacêuticas e da Fabricação de Álcool, Etanol, Bioetanol e Biocombustível de Bauru e Região (Sindquimbru) e a usina, após a realização de assembleia em que os trabalhadores aprovaram a proposta de reajuste.

Foram mais de quatro meses de negociação da campanha salarial do etanol. Na área de abrangência do Sindquimbru, a Della Coletta foi a última empresa do setor a fechar o acordo coletivo. O índice do reajuste conseguido na Della Coletta é a média obtida pela categoria no Estado de São Paulo e é fruto de uma extensa e dura negociação realizada pelo Sindquimbru.

Edson Dias Bicalho, presidente do Sindquimbru e secretário geral da Federação dos Trabalhadores nas Indústrias Químicas e Farmacêuticas do Estado de São Paulo (Fequimfar), lembra que a campanha salarial 2017 foi ainda mais complicada que as dos anos anteriores por conta da crise política e econômica que o Brasil atravessa, da crise que as usinas de açúcar e etanol de administração familiar enfrentam e do momento de altíssima taxa de desemprego e de perda de direitos trabalhistas. “Considerando este cenário e que o INPC do período, o reajuste de 4% mantém a renda dos trabalhadores. E isso, para nós, é muito importante”, afirma Bicalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *