Trabalhadores da Usina Ipiranga, de Iacanga, aprovaram a pré-pauta de reivindicações

Fonte: Assessoria de Imprensa do Sindquimbru

Sob a nova realidade trabalhista, que aumenta o poder das negociações uma vez que o acordado vale mais que o legislado, começa a Campanha Salarial e Social dos Trabalhadores nas Usinas e Destilarias de Fabricação de Etanol no Estado de São Paulo. Nesta quinta-feira (15/02/18), trabalhadores da Usina Ipiranga, no município de Iacanga, apreciaram e aprovaram a pré-pauta de reivindicações tiradas do Seminário de Negociação Coletiva realizado por líderes da Federação dos Trabalhadores nas Indústrias Químicas e Farmacêuticas do Estado de São Paulo (Fequimfar) no último dia 5. A pré-pauta de reivindicações inclui 2% de aumento real + INPC/IBGE e a manutenção e ampliação dos direitos sociais e trabalhistas.

Na base do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Químicas, Farmacêuticas e da Fabricação do Etanol de Bauru e Região (Sindquimbru), foi a primeira assembleia para consultar os trabalhadores. Até o dia 5 de março, os sindicatos filiados à Fequimfar farão assembleias em suas bases para apreciação e aprovação da pré-pauta de reivindicações. No dia 6 de março haverá assembleia na sede da Fequimfar para avaliação final e, se aprovada, a pauta de reivindicações será entregue no mesmo dia aos representantes patronais da Unica.

“Somos uma das primeiras categorias a iniciar a campanha salarial após a Reforma Trabalhista estar em vigor. Então, precisamos unir esforços a fim de fazer uma boa negociação e balizar os demais segmentos”, afirma Edson Dias Bicalho, presidente do Sindquimbru e secretário geral da Fequimfar. Ele ressalta que que a realidade imposta pela Reforma Trabalhista exige ainda mais união e luta dos trabalhadores por emprego, renda e condições de trabalho. Com data-base em 1º de maio, são mais de 30 mil trabalhadores do setor do etanol distribuídos em todo o Estado de São Paulo mobilizados pelo reajuste salarial, com aumento real, em defesa do emprego, garantia e ampliação de direitos.

Destaques da Pré-Pauta de Reivindicações
Reajuste: 2% de aumento real + INPC/IBGE
Piso (Salário Normativo): R$ 1.630,00
Piso para Técnico Químico: R$ 3.048,70
PLR: 2 Salários Normativos

Bandeiras de Luta
Manutenção e ampliação dos direitos sociais e trabalhistas
Defesa do Emprego
Reajuste Salarial
Aumento Real e PLR
Trabalho Decente
Saúde e Segurança
Qualificação Profissional
Igualdade de Oportunidades
Proteção a maternidade
Fim do assédio moral e sexual
Fortalecimento da Estrutura Sindical

2 comentários em “Trabalhadores da Usina Ipiranga, de Iacanga, aprovaram a pré-pauta de reivindicações

  • 13 de setembro de 2018 em 09:24
    Permalink

    Ola sou ralry tadeu rijo funcionario unidade iacanga vcs fiserao eu pedi conta tenho filha 3 meses n tenho condiçao liberao meu acerto total meu seguro to precisando muito ja fiz exame medico dia 10 ate agora n deposito resto q ia depisita conta 6999 34525 bradesco vcs pode ajuda celular 14996050655 pk fizerao isso comigo queria da justa calsa e tive q assina aforçado demisao

    Resposta
    • 18 de setembro de 2018 em 14:21
      Permalink

      Boa Tarde, iremos encaminhar as reivindicações para o sindicato dos químicos de bauru, pertencente a sua categoria de trabalho.

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *