Trabalhadores protestam contra as reformas trabalhista e previdenciária em São Paulo

Fonte: Assessoria de Imprensa da Força Sindical

Ato unitário das centrais foi realizado em frente à SRT

As centrais sindicais realizaram hoje, dia 30, ato unitário em frente à SRT (Superintendência Regional do Trabalho), em São Paulo contra as reformas trabalhista e previdenciária, com a participação de várias categorias. “Nossa intenção é mobilizar os trabalhadores e esclarecer a população sobre a necessidade de manter os direitos da classe trabalhadora”, declara Paulo Pereira da Silva, Paulinho, presidente da Força Sindical.

“Nossa Central tem a certeza de que sozinha não faz nada. Nosso presidente, o Paulinho, luta na defesa da unidade de ação das centrais na defesa dos direitos dos trabalhadores”, afirmou João Carlos Gonçalves, Juruna, secretário-geral da Força.

“É importante promovermos manifestações em defesa de nossas reivindicações, e devemos perseverar na unidade do movimento sindical. Estamos atravessando um momento bastante difícil, mas o trabalhador deve ser protagonista das mudanças do País. Nessas mudanças têm de ser incluídas a defesa dos direitos, distribuição de renda e vida digna para todos”, ressaltou Juruna.

Sérgio Luís Leite, 1º secretário da Central, lembrou que “a meta, quando mobilizamos os trabalhadores, é negociar para conquistar melhorias”.

Já Maria Auxiliadora dos Santos, secretária nacional da Mulher da Força, ressaltou “a importância de as mulheres lutarem contra as reformas propostas, porque, se aprovadas como estão, as trabalhadoras serão as mais prejudicadas.

O vice-presidente da Central, Miguel Torres, que também é presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo, fez vários atos, em vários pontos da cidade, para esclarecer os trabalhadores sobre as reformas (veja a lista dos locais abaixo).

Já os sindicatos dos metalúrgicos de Guarulhos e de Osasco, presididos por José Pereira dos Santos e Jorge Nazareno, respectivamente, fizeram assembleias nas portas das indústrias dos seus municípios.

Estiveram presentes no ato químicos, costureiras, auxiliares e técnicos da área de saúde, trabalhadores da alimentação, da construção civil, de condomínios e edifícios, das telecomunicações, brinquedos, comerciários, eletricitários, motoristas de ônibus, servidores municipais, vigilantes, e metroviários, entre outros.

 

SÃO PAULO (CAPITAL)

Zona Sul – Metalúrgicos
Concentração: às 7 horas, em frente à Empresa Taiff – Avenida das Nações Unidas, 21.314 – Jurubatuba, de onde sairão rumo à Ponte do Socorro

Zona Leste – Metalúrgicos
Ato às 8 horas – Praça Lorenzetti (Ilha do Sapo) – Mooca

Zona Oeste – Metalúrgicos
Ato às 7 horas, em frente à Empresa Metalpó/Combustol
Estrada Turística do Jaraguá, 358 – Pirituba

Zona Norte – Metalúrgicos
Ato às 7 horas – Aliança Metalúrgica
Rua Freire Bastos, 89 – Jaçanã

Aeroporto de Congonhas – Aeroviários
A partir das 8h30 – manifestação no chek-in

BAIXADA SANTISTA – Estivadores
Paralisação de 40 horas dos estivadores de Santos nos terminais de contêineres Santos Brasil, Libra, Ecoporto e BTP.

BAURU – Várias categorias
Manifestação começará às 6 horas do dia 30 em frente à Câmara Municipal

OSASCO – Metalúrgicos
Manifestação na empresa Meritor – na Rua João Batista, 825, Centro – uma concentração de trabalhadores da própria empresa, Belgo, Cimaf e também lideranças de 32 sindicatos da região.

PARANÁ
Paralisação dos motoristas e cobradores de Curitiba

PERNAMBUCO
Mobilizações e paralisações em todo o Estado. Às 15 horas haverá concentração na Praça da Democracia (Praça do Derby), com manifestações populares. Em seguida seguem em caminhada pelas principais ruas do Centro do Recife, como av. Conde da Boa Vista.

SANTA CATARINA
Manifestação a partir das 5h30 na Portonave Navegantes

RIO GRANDE DO SUL
Concentração às 6 horas no Terminal Cairu, Av. Farrapos, de onde sairão, em marcha, para ato na Estação Rodoviária. De lá, se deslocarão até a Esquina Democrática, no Centro, concluindo o ato de protesto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *