Três estivadores morrem em porão de navio no Espírito Santo

Fonte: Assessoria de imprensa do Sindicato dos Estivadores do ES

Mortes decorrem de falta de fiscalização, diz sindicalista

Três estivadores morreram no porão número um do navio ‘Sepetiba Bay’, carregado com madeira, nesta terça-feira (24), no Portocel de Aracruz, litoral norte do Espírito Santo.

No final da manhã, um dos trabalhadores desceu ao porão, para pegar equipamentos, e desmaiou. Os dois companheiros que desceram para ajudá-los também ficaram inconscientes.

O diretor de imprensa do sindicato dos estivadores de Santos, Sandro Olímpio da Silva ‘Cabeça’, que acompanha o acontecimento por telefone e internet, diz que eles inalaram um gás mortal.

Ele está em contato com a direção do sindicato dos estivadores do Espírito Santo e diz que as atividades do Portocel, especializado na movimentação de celulose, estão paralisadas.

As causas do acidente são investigadas pela equipe de saúde e segurança do terminal, pelo corpo de bombeiros, polícia e acompanhadas pelo sindicato.

Um quarto trabalhador foi socorrido com vida e está internado, em quadro estável, no hospital São Camilo, em Aracruz. O local foi evacuado e ainda não há previsão de retorno.

Risco constante

“Isso prova que os trabalhadores dos portos trabalham em risco constante e que têm direito, portanto, aos adicionais de periculosidade e aposentadoria especial”, diz Sandro.

“Infelizmente, o governo e os legisladores não dão a menor importância ao problema”, diz o sindicalista. A federação dos estivadores, capatazia e portuários do Brasil (Fecpb) acompanha o caso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *